Ícone do FacebookÍcone do TwitterrÍcone do YouTube
Início > Projeto da unipampa sera premiado como destaque cnpq em iniciacao cientifica
Data de Publicação 06/06/2019 - 14:17 Atualizado em 06/06/2019 - 15:28 599 visualizações

Projeto da Unipampa será premiado como Destaque CNPq em Iniciação Científica

Iniciativa do Campus Alegrete recebe prêmio em Campo Grande (MS), no mês de julho

Por Luis Noal e Milena Vançan

O estudante do curso de Ciência da Computação, do Campus Alegrete da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Felipe Quirino, foi um dos agraciados com o 16º Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica, promovido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Quirino concorreu  na categoria de Iniciação Tecnológica, na área de Ciências Exatas, da Terra e Engenharias.

O projeto vencedor, "A gesture detection glove for human-computer interaction" (Luva de detecção de gestos para interação humano-computador), foi desenvolvido sob orientação do professor Alessandro Girardi, em conjunto com o Grupo de Arquitetura de Computadores e Microeletrônica (Gama).

Nesta edição do prêmio, foram escolhidos dois bolsistas para cada categoria: Iniciativa Científica e Iniciativa Tecnológica, nas áreas de Ciências Exatas, da Terra e Engenharias, Ciências da Vida e Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes. Segundo o CNPq, foram aceitas 573 inscrições de 193 instituições, sendo 145 universidades e 48 institutos de pesquisa.

A premiação acontecerá na Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), em Campo Grande, de 21 a 27 de julho.

 

O que é a luva de detecção de gestos?

Projeto da Unipampa Alegrete - Luva de detecção de gestos

A luva desenvolvida pelos alunos possui seis sensores que avaliam a aceleração e detectam vibrações, chamados de acelerômetros e giroscópios, utilizados para medir ou manter a orientação espacial. Esses indicadores são conectados a um microcontrolador que lê as informações de aceleração linear e angular dos dedos das mãos. As mensagens são transferidas via bluetooth para um computador ou celular. Após, os dados são aplicados e identificados pelo padrão dos movimentos, que converte em um caractere e no som correspondente. O aplicativo possui outras funcionalidades como controle para jogos ou para fazer testes com fisioterapia. O projeto, que foi desenvolvido para ser ser acessível à população, custa cerca de R$ 390 e pode ser facilmente usado por qualquer pessoa, desde que com o mínimo de treinamento.

O modelo foi reconhecido e premiado pelo Concurso de Design de Estudantes, realizado em 2018, competição mundial de projetos na área de circuitos e sistemas, que aconteceu durante o congresso anual, que reúne equipes de todo o mundo, promovido pela Sociedade de Circuitos e Sistemas (IEEE).

De acordo com o estudante, o protótipo está em fase de testes e adaptações. Quirino afirma que foi designada uma versão da luva para o Campus Uruguaiana: “Ainda estamos aguardando que eles apliquem a luva para exercícios de fisioterapia e nos deem retorno. O que mudou desde a premiação foi justamente o desenvolvimento de aplicações para testes de fisioterapia com luva”.

O orientador do grupo de pesquisa Gama afirma que mais aplicações para a luva estão em desenvolvimento, principalmente na área médica: “Pretendemos usá-la para avaliação da capacidade motora e resposta à reação em pessoas com baixa mobilidade na mão. Também estamos desenvolvendo uma interface para a integração da luva a jogos digitais, na qual ela pode ser usada como joystick - controle de jogo”, destaca Girardi.

No Gama, os alunos atuam em projetos de sistemas integrados, tanto digitais quanto analógicos. O grupo de pesquisa desenvolve ferramentas de Automação de Design Eletrônico, para síntese de circuitos analógicos robustos, e para a área de Colheita de Energia, através de mini células solares para geração de energia renovável a partir da iluminação de ambientes internos. O grupo trabalha, ainda, com conversores analógico-digitais e circuitos de comunicação em ultra baixa potência.

Concurso de Design de Estudantes 2018 - Sociedade de Circuitos e Sistemas (IEEE)

randomness